A Morada do Arco-Íris

Código: LIT-054

As ruínas e as visões levam a profundas reflexões sobre a origem da humanidade e como ela está indo direto, após uma grande volta pelas estrelas, para um novo Gênesis.

R$ 36,00 ou até 7x de R$ 5,39 com juros

Descrição

Um pergaminho jesuítico, retirado dos porões do Vaticano, indica um quadrado de pedras (quarenta marcos de pedra-ferro) na margem do Rio Uruguai, onde estaria guardado “o maior tesouro das Américas”. O escritor e pesquisador, tomando conhecimento dos dizeres do pergaminho, aceita o desafio e forma uma equipe para desvendar o mistério. Após anos de pesquisa no local e superando imensas dificuldades, surgem restos de uma antiga civilização. O local evidencia fenômenos paranormais e estranhas bolas de fogo se manifestam.   O autor tomou conhecimento da localização da estrutura, onde, conforme a lenda guarani, estaria o maior tesouro das Américas, através de um pergaminho dos Jesuítas, retirado dos porões do Vaticano. O avá Kaiuón, o guardião, identificava o quadrado de pedras lavradas. Desde o ano 1657, os espanhóis procuravam pelo local, baseados em mapa apresentado pelo nativo Domingos ao ouvir João Blasquez de Valverde. Nas escavações no Cerro do Gato Preto, o escritor comprovou fenômenos de grande impacto, e teve seus conceitos filosóficos, morais e espirituais transformados. Nunca mais a sua vida, e dos companheiros, foi a mesma. Por algum motivo, a Morada do Arco-Íris é o umbigo do mundo, onde o divino se liga ao chão através do símbolo da Aliança.

Ficha Técnica

Editora
Brígido Ibanhes
Número de Páginas
209
Autor
Brígido Ibanhes
Autor da Capa
Brígido Ibanhes
Data de Lançamento
Janeiro, 2006
Peso
0,284 Kg
Comprimento
21,00 cm
Largura
14,00 cm
Altura
2,00 cm